quarta-feira, 4 de abril de 2012

atavismo

trovão, picos de energia, vento com ruído, escala para o foto-realismo de um verão que não sei, retornado. três contagens das manhãs do feriado interrompidas pelo spam desesperado em sequestrar uma aluna, uma comunidade de corpos rígidos, aflitos, apressados para aulas de yoga na universidade. é nessa falta de hora que queria o meu primeiro gradiente de volta.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário