segunda-feira, 26 de março de 2012

dancedance, otherwise we are lost 


(pina  bausch)



o ingresso foi comprado pelo menino que também é insone, a sede imprevista fez minhas pernas brotarem em um espaço fronteiriço ao bebedouro, ali, fugi das lendas urbanas e dos diagnósticos sanitaristas. entre as indisciplinas do domingo e as especulações sobre a trinca: wim wenders; 3d; pina bausch, o trailer esparramava a chegada de um titanic remasterizado com direito a incursão nos efeitos tridimensionais.
no revés dos filmes confeitados pelo pacto narrativo que vislumbra a soberania da palavra, a ocupação holística da tela estão as coreografias, a narração em off, o estrato do vigor, da ruína em corpos arautos da vida resistente ao desmandos do biopoder. o filme apresenta gestos que compõem uma caixa de lembranças sortidas da companhia tanztheater wuppertal e de sua cicerone que não descolou a dança do teatro.








Nenhum comentário:

Postar um comentário