quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

The spider a web

The spider a web



I.

telas vermelhas na ilusão do azul

elos nas nuvens catedrais sangüentas

ins-pi-ra-ção para as colméias negras



a duas vozes pailidez nas casas

doces lirismos dum poente amargo

eis mãe, eis filhos... ante si dois sóis


II.

lançados verjoemelhos sob a toga!

espia insatisfeito o outro portão!

serviu-se em seus lazeres potemkins!


X


III.

associo o Carnaval ao bum-bum

marcação vociferal nestes peitos

ilustrados pela teia infernal

(...)

gemente, não mais piso na avenida

ouvindo as secreções dos vampirismos

sorvida em meio a toda a ilha queima







rintrah

Nenhum comentário:

Postar um comentário