segunda-feira, 20 de junho de 2011

microconto: cartas de amor

Portas fechadas, mãos frias, relatos das cinzas. No revés da sorte: choro e aquarelas. 
Sem o amor, as ressacas se coloriam de roxas, muros de musgos.  

Um comentário:

  1. Um certo frio, um desasossego e perversos sentimentos que teimam...

    ResponderExcluir