terça-feira, 23 de novembro de 2010

Microconto: Os cachorros deles

Não tinha nenhum espaço para as folhas, corpos, livros, revistas, violetas, lápis de cera, remédios. Arrastada entre dias de mudança desviava-se do sol, da morte dos outros, dos cachorros deles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário