segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Show do Green Day: baile moderno do século XXI

como começar um texto sobre minhas impressões do show do green day ontem em brasília, com um grito, um sorriso, uma avalanche de palavras como sensacional, anárquico, generoso, político, performático? O certo é que o green day não foi só uma banda emblemática da adolescência responsável pelo meu engajamento nas traduções, pelas idas aos festivais de covers mais legais do mundo, parece que crescemos juntos e as linhas políticas de american idiot faziam tanto sentido como lá atrás os outros discos fizeram. Ontem a abertura do show com Do you remember rock n' roll radio dos Ramones, as canções antigas e novatas reinventavam um século xxi de guerras, desmandos, desilusões.
Na comunhão do rock do green day eramos todxs anarquistas: pais, filhxs, emos, rockeirxs, patricinhas em um baile moderno de pirotecnia, amizade e felicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário